Cultura empreendedora

Alunos de Campo Largo aprendem sobre empreendedorismo e organizam feira de produtos

Cerca de 250 crianças participaram de projeto de educação empreendedora e realizaram a produção e venda dos produtos

A noite de quarta-feira (08) foi de comemoração para cerca de 250 estudantes da Escola Municipal Monsenhor Ivo Zanlorenzi, em Campo Largo. Com a presença dos familiares, foi organizada uma feira para a venda de produtos confeccionados durante o ano letivo, que vão desde brinquedos ecológicos até chás e temperos naturais. A ação faz parte do Jovens Empreendedores: Primeiros Passos, programa de Educação Empreendedora do Sebrae/PR que atende alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e é realizado em parceria com as prefeituras. No município participaram 2.850 alunos, 98 professores em 33 escolas durante 2021.  

Chás, temperos, plantas suculentas, brinquedos ecológicos, enfeites de Natal e pinturas em telas foram alguns dos produzidos expostos. Para os chás e temperos, por exemplo, as crianças aprenderam sobre o processo de plantio, cuidados, colheita e, inclusive, o envase de ervas em potes para venda. 

Ainda durante o programa, os alunos aprenderam sobre aspectos do mundo dos negócios e sobre sustentabilidade, através de ações lúcidas. “Esse ano eu aprendi a cultivar plantinhas, como fazer para reaproveitar itens como garrafas, latas e plásticos. Tivemos aulas também sobre como economizar as coisas e não poluir o meio ambiente, pois pequenos atos podem mudar o planeta”, diz a aluna do 3º ano, Rafaelly Vitória de Castro. 

A estudante do 4º ano, Jamille Soares dos Santos, participou da equipe responsável por adicionar fragrâncias em enfeites natalinos. “Cada grupo recebeu um cheiro diferente para trabalhar. Tinha capim limão, lavanda e flor de cerejeira. Nós pegamos esses materiais e colocamos nas espumas, que depois serviram de enchimento para as árvores de natal. A gente escolheu a lavanda”, conta. 

Questionada sobre o que fazer com o valor arrecadado, Jamille diz que será feita uma doação. “Vamos enviar para um orfanato. Acredito que seja bem importante ajudar aqueles que precisam”, ressalta a aluna. 

A metodologia de educação empreendedora incentiva as crianças a buscar o autoconhecimento, novas aprendizagens, além do espírito de coletividade. Com um plano de negócios, elas aprendem a produzir, pensar e empreender, características frequentes em empreendedores. 

“A feira mostra a importância do trabalho dos professores e do envolvimento de todos: alunos, pais, escola, prefeitura de Campo Largo e o Sebrae. Esperamos que esse aprendizado siga com as crianças e seja levado para o futuro”, reflete a consultora do Sebrae/PR, Juliana Bacila. 

As ações feitas com a interação da criança estimulam o espírito empreendedor. Segundo a secretária de Educação, Dorotéa Stoco, não existe idade para isso, o importante é fazer e ter apoio. 

“O projeto traz possibilidades diferentes para os alunos. Desde o planejamento de criação de um produto até a execução de uma feira.  Isso desenvolve a criatividade deles, faz com que eles pensem de maneira diferentes e tenham novas ideias. Nós, em Campo Largo, temos uma enorme satisfação de conseguir colocar o projeto em prática e ter retornos como este", completa.

 

Contato para imprensa:
Telefones: (41) 99860-0023 | (41) 3330-5895