Curitiba

Comitê Gestor estimula o ambiente de negócios para micro e pequenas empresas

Programa Cidade Empreendedora prevê a integração de entidades e órgãos públicos e privados para estimular o desenvolvimento econômico local

O município de Curitiba está realizando as primeiras ações de capacitação do novo ciclo do Comitê Gestor do Programa Cidade Empreendedora, projeto destinado a colocar em prática as diretrizes da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. Nos próximos três meses, as entidades participantes do Comitê vão planejar e começar colocar em prática as ações destinadas a melhorar o ambiente de negócios para micro e pequenas empresas, o que reflete no desenvolvimento econômico da cidade. 

O coordenador estadual de Políticas Públicas do Sebrae/PR, Amberson Bezerrada Silva, destaca que o trabalho contínuo e planejado é o grande diferencial do programa. 

“O Programa Cidade Empreendedora possui uma metodologia inédita e um sistema de monitoramento que estimula as cidades a implementarem os pontos mais significativos previstos pela Lei Geral, além de garantir a continuidade entre as ações implementadas ano a ano. O trabalho acontece de maneira integrada e traz resultados significativos para o estímulo ao desenvolvimento local, na criação de empregos e geração de renda para o município”, afirma. 

Formado em 28 de junho, o Comitê Gestor de Curitiba planejará as ações com base nas principais necessidades do município. Além do Sebrae/PR participam do Comitê a Associação Comercial do Paraná, a Agência de Desenvolvimento de Curitiba a Secretaria Municipal de Finanças, Secretaria Municipal de Urbanismo e Secretaria Municipal de Planejamento e Administração. 

O trabalho complementa algumas das ações já realizadas nos últimos anos pelo município como a criação de novos Espaços do Empreendedor, a implantação da Redesimples, a aprovação da Lei da Inovação e a criação de políticas públicas de incentivo às MPEs. Novos objetivos serão propostos para esse novo ciclo. 

Em Curitiba, o programa visa trazer benefícios na atuação para mais de 107 mil MEIs e mais de 155 mil micro e pequenas empresas. Entre alguns dos resultados do programa estão o atendimento a mais de 70 mil pessoas nos nove Espaços do Empreendedor em 2018 e um total de R$ 549 milhões em compras públicas em 2017 e 2018. 

Entre os atores desse processo estão os agentes de desenvolvimento, servidores públicos que, após capacitação, atuam para integrar as ações do Comitê Gestor. Esse é o papel de Letícia Wolf Moura Justus, coordenadora do programa Curitiba Empreendedora. 

“Buscamos levar informações e capacitar empresários para que eles possam fazer negócios com o poder público, possibilidades de parcerias com instituições diversas e estimulamos os processos de abertura e consultoria de empresas e de MEIs, processos de desburocratização, entre outros pontos. Também buscamos monitorar o andamento de todas as ações planejadas para o município no ano”, explica ela. 

O programa

Com uma metodologia própria, o Programa Cidade Empreendedora, criado pelo Sebrae/PR em 2014, estabelece metas para seis áreas de desenvolvimento: educação empreendedora, associativismo, inovação, acesso ao crédito, acesso a mercados e simplificação e desburocratização. A cidade tem cerca de um ano para colocar cada um dos objetivos em prática a partir da atuação do Comitê Gestor e dos agentes de desenvolvimento. 

As ações são registradas e evidenciadas em um sistema automatizado e auditado pelo Sebrae/PR. Ao final do ciclo, cada município recebe uma nota referente às ações desenvolvidas. No último ano, a média estadual foi de 8,77. Ao todo, 126 municípios já realizaram ações, que envolvem a participação de entidades públicas e privadas.

 

Contato para imprensa:
Renan Araújo - (41) 98814-0721 / (41) 3035-5669
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895