Negócios

Em Londrina, evento conectou empreendedores com franqueadoras

Salão de Franquias atraiu 150 interessados em investir no modelo de negócio

A primeira edição do Salão de Franquias aproximou nesta quarta-feira (11), em Londrina, potenciais investidores e franqueadoras. O evento atraiu 150 empreendedores com interesse no segmento e em diversificar seus investimentos. O Salão foi promovido pelo Sebrae/PR, Fecomércio PR, Associação Brasileira de Franchising (ABF) e Associação de Franqueadores do Paraná (Afepar).

No auditório do Sebrae/PR, os empreendedores participaram de agendas individuais com representantes e gestores de franquias, além de terem acesso a atendimentos com consultores da entidade para sanar dúvidas sobre este modelo de negócio.

Leda Terabe, consultora do Sebrae/PR, destacou que as franquias são consideras excelentes oportunidades para empreender. “Trata-se de empresas que foram testadas e validadas no mercado. Quem deseja investir neste formato precisa identificar se possui o perfil empreendedor para gerir um negócio, ter identidade com o produto ou serviço e pesquisar muito sobre a franquia. O Salão foi pensado para otimizar este contato e esta fase inicial de pesquisa”, detalhou.

Entre os benefícios das franquias apresentados no evento estavam o apoio contínuo que os franqueadores prestam para os gestores das franquias. Em geral, as empresas auxiliam os empreendedores a escolher o ponto ideal, entregam manuais de operação, gestão e instalação inicial da empresa, além de um sistema que auxilia a gestão e crescimento das unidades de franquias

O empreendedor Gabriel Fleury participou para conhecer diferentes opções de franquias, a fim de definir em qual segmento ou negócio fará aporte de capital. O participante disse que pretende investir até R$ 200 mil no empreendimento e teve agendas com empresas de odontologia, educação e treinamentos, por exemplo.

“Há alguns meses, quando comecei a me interessar por franquias, fiz contato com empresas e tive as portas fechadas, seja por falta de interesse delas em ter unidade em Londrina ou por não terem disponibilidade. Procurei o Sebrae/PR e fui convidado para este evento que me ajudou muito. Volto para casa com excelentes oportunidades para analisar”, relatou Gabriel.

Do outro lado das mesas estavam os franqueadores, com informações como investimento inicial, taxa inicial de franquia e porcentagem de royalties e esclarecendo sobre a sua rede de franquias. A Dog King, de Londrina, possui mais de 30 unidades franqueadas e se configura como a maior rede de dogueria prensada do Brasil. “Estamos focados em abrir novas unidades nos estados de São Paulo e Santa Catarina, embora ainda tenhamos espaço para crescer em Londrina e região”, disse Juliano Kato, gerente de contas da empresa.

Para Lisandro Corazza, presidente da Afepar, o Salão de Franquias contribuiu para estimular o crescimento do setor e desmistificar lendas sobre as franquias. “Hoje o Paraná é o quarto colocado em número de unidades e de redes. São 210 franquias paranaenses, sendo que 26 delas nasceram na região de Londrina. O evento ajudou a impulsionar esta modalidade de empreendedorismo”, apontou.

Salão de Franquias

O Salão de Franquias foi realizado nas cidades de Maringá, Curitiba e Londrina. No total, 45 diferentes franquias, de diversas áreas como alimentação, beleza, saúde, comunicação e pet expuseram seus trabalhos para um público de 400 pessoas interessadas no segmento.

Como resultado da série de eventos, até a conclusão do Salão de Franquias de Londrina diversos negócios foram fechados, como o caso da Thunders Truck, hamburgueria artesanal que fechou três vendas em Curitiba, uma em Maringá e outra em Londrina. Outro exemplo vem da UP Vet, farmácia de manipulação, que fechou contrato com dois novos franqueados em Curitiba e dois em Maringá. A expectativa da organização é que outros contratos sejam firmados com as franquias participantes ao longo deste ano.

Coordenador estadual de Comércio e Mercado do Sebrae/PR, Lucas Hahn contou que em 2020 o Salão será um projeto que atrairá ainda mais pessoas e será realizado em seis cidades paranaenses. “Estamos também finalizando um programa que capacitar e treinar seis franquias paranaenses a adequarem seus modelos para a internacionalização e instalação de unidades no Paraguai. Trata-se de um conjunto de ações que irá fortalecer este nicho que tem potencial de crescimento”, ponderou.

Segmento de franquias

Segundo a ABF, o faturamento das franquias brasileiras avançou 7% no 1º trimestre deste ano, contra 5,1% no mesmo período de 2018, pulando de R$ 38,76 bilhões para R$ 41,46 bilhões. Considerando os últimos 12 meses, o salto foi de R$ 165,19 bilhões para R$ 177,54 bilhões, variação de 7,5%.

Outros dados da ABF mostram também que a taxa de mortalidade das franquias é considerada bem menor que a de modelos de negócios independentes. Enquanto em 2017 o índice de fechamento de franquias foi de 5%, em 2018 ficou em 3,9%. Em geral, os negócios independentes têm uma taxa de 50% de mortalidade em seu primeiro ano de vida.

Contato para imprensa:
Camila Cabau - (44) 99944-6418 / (43) 98808-2598
Adriano Oltramari – (41) 33305895 / (41) 992320502

 

Tags: Franquias Paraná, franquias