Curitiba

Prefeitura e Sebrae/PR formulam ações de políticas públicas voltadas à segurança alimentar

Iniciativa também inclui um estudo sobre hábitos de consumo, produção, mercado e características de estabelecimentos comerciais da cadeia produtiva agroalimentar

O Sebrae/PR apresentou nessa sexta-feira (30) estudos que integram o Programa Retomada para o fortalecimento do sistema agroalimentar da cidade de Curitiba. Trata-se de um conjunto de propostas de ações para políticas públicas de desenvolvimento na área de segurança alimentar e nutricional, elaborado em parceria com a Prefeitura de Curitiba, através da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

O trabalho propõe o desenvolvimento do título de Curitiba como a capital da alimentação saudável e sustentável e busca potencializar e valorizar os negócios da cadeia, de produtores rurais, restaurantes, feiras, até o consumo consciente por parte do público. Para isso, foram realizados estudos que identificaram as origens dos alimentos, cultivo, aspectos históricos, hábitos de consumo, acesso aos produtos em mercados e restaurantes, entre outros fatores.

“Com esse estudo, queremos aproximar toda uma cadeia produtiva dos consumidores e oferecer possibilidades de mercado que ajudem a potencializar negócios e a promover o acesso a alimentos mais saudáveis, produzidos em Curitiba e região, além de valorizar a cultura e a gastronomia”, explica o diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Roberto Tioqueta.

Entre essas ações, estão o aprimoramento da gestão de negócios aos empresários do Mercado Municipal de Curitiba, de feiras livres e do Mercado Regional Cajuru; a realização de parcerias com organizações do segundo e terceiro setores; a elaboração de uma minuta de lei para o estímulo à licitação com produtos locais e saudáveis; e ainda a elaboração de ações estruturantes de marketing, logística e vendas para agricultores familiares.

O projeto também inclui um estudo realizado na Feira do Alto da Glória com feirantes e consumidores para as Feiras Livres 4.0, que buscam estimular a inovação não apenas em relação ao uso de ferramentas digitais, como também do comportamento do consumidor. Além disso, o pacote comporta um projeto de branding para a elaboração de uma marca própria do Mercado Municipal de Curitiba.

“As ações de políticas públicas propostas, nesta parceria da Prefeitura e Sebrae/PR, buscam dar acesso à população de Curitiba a uma alimentação mais saudável e oferecer maior apoio à cadeia agroalimentar da capital e de toda a Região Metropolitana”, afirmou o vice-prefeito Eduardo Pimentel, que representou o prefeito Rafael Greca na apresentação das propostas na sede do Sebrae/PR.

São iniciativas, ainda de acordo com Pimentel, que irão mudar os conceitos envolvendo as feiras e mercados do município, incorporando inovações, tecnologias, novos segmentos e produtos e formas de comercialização. "Tudo isso trará benefícios não apenas a curto e médio prazos para a população da capital, mas também para as futuras gerações de curitibanos", acrescentou o vice-prefeito.

O estudo completo fez uma análise de mais de 30 mil estabelecimentos gastronômicos da capital paranaense, incluindo oferta de alimentos saudáveis, geração de empregos, a existência de desertos alimentares, perfis e comportamentos desses estabelecimentos, oferta e demandas de produtos, entre outros dados.

As propostas e documentos compõem o Programa Retomada Curitiba, que promove ações de fortalecimento da economia nos bairros durante e pós-pandemia em diversos segmentos econômicos. O trabalho será analisado pela Prefeitura de Curitiba que poderá planejar um calendário de ações para a implantação dessas políticas. Um plano semelhante voltado para o setor de turismo já havia sido lançado em novembro do ano passado.