Vale do Ivaí

Produtores de uva garantem safra de qualidade, em Rosário do Ivaí

Com o Sebraetec, grupo de fruticultores agregou conhecimento, que gerou resultado no parreiral

Uma safra de qualidade, com menos custos de produção e livre do fungo Glomerella cingulata. Estes foram os principais resultados alcançados por um grupo de 60 produtores da uva Niágara, de Rosário do Ivaí, na região do Vale do Ivaí, em 2019. Com subsídio do Sebraetec, programa do Sebrae/PR que leva inovação para pequenos negócios, tiveram acesso a consultorias e capacitações com conteúdos sobre manejo do solo, adubação, nutrição e cultivo da fruta. 

A consultora do Sebrae/PR Joelma Barbosa Katto, resslata que o trabalho foi realizado em parceria com a Associação dos Produtores Hortifrutigranjeiros de Rosário do Ivaí. “Para a associação, uma vez que a produção é comercializada de forma conjunta, esse controle de qualidade é muito importante. O resultado é um produto mais rentável”, afirma. Segundo a consultora, para 2020, há a intenção de trabalhar a indicação de procedência da uva de Rosário do Ivaí, que é considerada a “capital” da uva Niágara. 

O engenheiro agrônomo, especialista em fertilidade de solo e nutrição de plantas, e mestre em proteção de plantas, Werner Genta, atua com produção de uva há 33 anos. Ele conduziu os trabalhos com os produtores em Rosário do Ivaí e explica que um dos problemas era o fungo Glomerella cingulata, que atinge as videiras cultivadas no município. Desde 2017, em parceria com o Sebrae/PR, o especialista conduziu com produtores a realização de pesquisas sobre a doença, já que ainda não há muitos estudos sobre a praga. 

“O fungo ataca as bagas da uva e consegue infectar as frutas até o último dia da colheita. Nem sempre dá para saber se a lavoura foi afetada. Às vezes, a fruta apodrece no meio do caminho, na chegada à Ceasa.  Com os estudos e manejo, até o momento não foi identificado praticamente nenhum foco do fungo”, afirma. 

O especialista diz que, neste ano, o trabalho foi focado em levar conhecimento aos produtores. Foram promovidos um curso com duração de 24 horas sobre Manejo e Proteção do Solo, Fertilidade do Solo e Nutrição das Plantas; e duas oficinas, de 8 horas cada, sobre Estimulante de Brotação e Doenças de Plantas. 

O presidente da Associação dos Produtores Hortifrutigranjeiros de Rosário do Ivaí, Juvenal Braz da Silva, comemora os resultados alcançados com o trabalho que, neste ano, foi direcionado às técnicas de produção. 

 “O principal resultado é a qualidade da produção. Infelizmente, não tivemos uma safra tão boa neste ano por causa da seca na época da florada. Nossa produção é menor, mas a qualidade muito melhor”, enfatiza. 

Em 2017, com boas condições climáticas, os associados, que cultivam uva numa área de 120 hectares, comercializaram 1,4 toneladas da fruta. Este ano, a expectativa é colher 400 toneladas. Para 2020, os planos são buscar novos sistemas de produção.

 

Contato para imprensa:
Amanda de Santa - (43) 99917-7751 / (43) 98808-2598
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895