Exposaudável

Sebrae/PR apresentou soluções para o setor de alimentos funcionais

A feira reuniu os diversos integrantes da cadeia de alimentação saudável e sustentável, para buscar fomentar o segmento que cresce no país

Alimentos funcionais; receitas tradicionais atualizadas, que conquistam o público; chás e produção certificada. Esses foram alguns dos produtos encontrados pelos visitantes da Exposaudável 2019 que passaram pelo estande do Sebrae/PR, no último final de semana, em Curitiba. A feira de produtos, serviços e práticas que respeitam o ambiente e promovem a saúde e o bem-estar dos consumidores apresentou produtos com o selo Alimentos do Paraná, da categoria Alimentos Funcionais, Orgânicos e Veganos. O Sebrae/PR também promoveu rodadas de negócios e vários painéis e palestras sobre alimentação saudável e sustentável sob diferentes aspectos.

A categoria dos alimentos funcionais, orgânicos e veganos deixou de ser tendência para ser uma realidade consolidada, segundo a consultora do Sebrae/PR, Andreia Claudino. “A gente começa a entender que esse movimento está crescendo quando olhamos para o selo Alimentos do Paraná: de 300 empresas cadastradas, 30% estão nessa categoria. E isso, de dois anos para cá”, analisa Claudino. 

Rodrigo Siqueira é um bom exemplo de empreendedor que percebeu a mudança no mercado e buscou a ajuda do Sebrae para atualizar seu produto, a gelatina Tremendinha, popular em Curitiba e região. Depois de consultorias, cursos, e financiamento do Sebraetec, o empresário Siqueira desenvolveu novas linhas – uma sem açúcar e uma com colágeno, zinco, selênio e vitamina C – para conquistar novos compradores.

“Encontramos todo o suporte para elaborarmos não só uma estratégia de negócios para repensar um produto que existia no mercado desde 1995, mas também para desenvolvermos um produto funcional, com propriedades antioxidantes, o Nutrimix, que estamos lançando aqui. Estamos buscando empórios naturais, lojas de produtos fitness, academias. É uma virada de chave, para novos públicos e pontos de venda que não conseguíamos atender”, afirma Siqueira.

O empreendedor Marco Ziliotto apresentou no estande os produtos da linha Granola da Dinda. Com versões diferenciadas, salgada, sem glúten e com chocolate, as granolas que eram feitas em casa, por sua esposa, são produzidas e comercializadas como produtos premium, disponíveis em alguns pontos de vendas estratégicos.

“Era funcionário de carreira quando minha vida deu um giro e decidi empreender. Participei de uma oficina do Sebrae, sem ter ideia do que eu comercializaria, quando fui convidado, com os outros alunos, a escolher um produto para criar um projeto. E assim, de um exercício em sala de aula, começou minha empresa que só tem crescido”, lembra Ziliotto, destacando os ganhos por ter escolhido uma linha de produtos ligados à alimentação saudável e à sustentabilidade.

“A receita veio de minha esposa, meus sobrinhos que escolheram o nome da empresa, e trabalho com embalagens de vidro, o que me agrada como engenheiro florestal, sempre preocupado com as questões ambientais. Eu acredito muito nesse produto porque tem uma história de família sendo compartilhada com nosso público”, conta o empresário.

As granolas devem em breve estar nas prateleiras de um novo supermercado inaugurado há um ano em São Paulo, em Pinheiros. A loja - que já teve até 5 mil diferentes itens e oferece atualmente 2.500 itens do setor de alimentação - enviou uma compradora para participar da rodada de negócios da Exposaudável.

“Curitiba tem essa boa reputação de qualidade de vida, alimentação saudável e sustentabilidade. Encontrei nessa rodada alguns produtos que não vejo em São Paulo e, com certeza, quero ter em minha loja. Volto com ótimas perspectivas de novos fornecedores”, afirma a compradora Railane Rodrigues.

Os chás produzidos no Paraná também ganharam uma tarde de discussão, durante a Exposaudável. O setor movimenta uma ampla cadeia em Curitiba e região metropolitana. Mandirituba tem a maior produção nacional de Camomila e a plantação, que vem da agricultura familiar, é considerada a melhor do país. Durante o encontro, o grupo discutiu sobre restrições e regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sobre inovações no setor e sobre histórias de empreendedores dessa área que se destacam por sua produção.

O selo Alimentos do Paraná reconhece a eficiência na gestão, segurança e qualidade alimentar de produtos de agroindústrias, indústrias e empreendimentos que beneficiam alimentos e bebidas de pequeno porte. Realizado pelo Sebrae/PR, com a Fecomércio PR, Fiep, Associação Paranaense de Supermercados (Apras) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o Programa Selo Alimentos do Paraná tem como objetivo promover e oportunizar a melhoria de processos produtivos, aprimoramento da qualidade e boas práticas de gestão. 

 

Contato para imprensa:
Denise Morini - (41) 99910-2455
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895 / (41) 99232-0502