Capacitação

SouCuritiba prepara artesãos para mudanças no mercado e auxilia na crise

Projeto em parceria com a Prefeitura de Curitiba oferece capacitações online

A pandemia afetou diretamente vários profissionais e não foi diferente com os artesãos, como o caso dos que integram o projeto SouCuritiba. Com o turismo em baixa, os souvenirs o deixaram de ser produzidos e comercializados, reduzindo drasticamente a renda dos empreendedores. Com o objetivo de auxiliá-los na crise, cursos online de preparação para a nova realidade do mercado foram disponibilizados.

De acordo com a consultora do Sebrae/PR, Patricia Albanez, os produtos que eram criados antes da crise e ligados ao turismo deixaram de fazer sentido porque não havia mais mercado. Por isso, a orientação foi que os artesãos investissem a habilidade e o conhecimento em outras necessidades que surgiram durante a pandemia. Além disso, também foram trabalhadas técnicas de comercialização online como estratégias, utilização de mídias sociais e plataformas de comercialização.

“As pessoas passaram a conviver mais em casa, então objetos de decoração e para a casa passaram a fazer mais sentido. A necessidade de proteção como máscaras em diferentes formatos e camadas, bolsinha para álcool em gel e valise para máscara também passaram a ser procurados. Os artesãos começaram a explorar um outro mercado que não é ligado ao setor do turismo, mas que as pessoas consomem diariamente”, avalia Patrícia.

A consultora comenta que, além das capacitações do SouCuritiba, empresários da capital paranaense têm suporte pelo Programa de Retomada da Economia de Curitiba. Independente do momento, o empreendedor pode recorrer ao site, clicar em “negócios e turismo”, preencher o formulário e explicar qual é a sua necessidade atual.

A artesã Anna Boechat, criadora da marca I do design e praticante da filosofia “faça você mesmo”, sempre procura participar dos cursos. Para ela, o projeto proporciona conhecimentos essenciais de empreendedorismo por meio de workshops, consultorias ou mesmo através do compartilhamento de experiências entre os produtores e consultores.

“Sabendo das dificuldades de empreender ainda mais acentuadas nos dias de hoje, vejo como uma oportunidade incrível de me conectar e ampliar minha rede de apoio através de workshops como os que foram oferecidos pelo projeto do SouCuritiba. Além, é claro, de estar em contato com conteúdos valiosos como dados sobre tendências de consumo e comportamento, o que têm me ajudado a entender o cenário atual e as perspectivas para o futuro da marca”, relata a empreendedora.

De acordo com ela, a marca de ecojoias nasceu em um período de pré-pandemia como produto a ser apresentado ao SouCuritiba, mas tomou força durante o maior momento de crise atual e mantém uma base de apoio no Projeto. Por meio da busca e criação de novos processos produtivos, foi possível chegar ao propósito principal da marca, que é a ressignificação e a valorização de materiais que seriam descartados (como sacolas, sobras de acrílico e restos de foil).

“A ideia inicial de produzir ecojoias veio pela intenção de apresentar à banca do SouCuritiba um produto que representasse a cidade de forma conceitual, trazendo em sua essência a sustentabilidade. Na confecção das ecojoias contemporâneas, tenho um ponto de partida para a construção de uma linguagem própria e a materialização de um propósito que transborda histórias e valores”, relata.

O curso que Anna realizou, intitulado “Souvenir: como o turismo pode impulsionar o negócio das artes” está disponível na Comunidade de Negócios em Turismo, é gratuito, aberto para toda a sociedade. As inscrições podem ser feitas pelo site.

 

Assessoria de Imprensa Sebrae/PR

Telefones: (41) 99860-0023| (41) 3330-5895