Inovação

Startup do Paraná cria aplicativo para telemedicina

App ConsultaME permite fazer o agendamento, pagamento, confirmação, consulta e envio de receitas e exames

Com o avanço do novo Coronavírus no mundo, muitos serviços não emergenciais de saúde podem encontrar alternativas, como a telemedicina. Hospitais e pronto-atendimentos estão com a atenção voltada ao contexto do novo vírus. Neste cenário, a telemedicina ganha força para atender pessoas que precisam fazer consultas de rotina, renovar receituários médicos, dentre outros serviços. A startup ConsultaMe, de Ponta Grossa, no Paraná, criou uma maneira de favorecer o atendimento digital. 

A empresa desenvolveu um aplicativo que permite o agendamento entre profissionais e pacientes, atendimento por chamadas de vídeo, com gravação do áudio da consulta em nuvem, emissão de receitas e solicitação de exames com assinatura digital. O sistema também permite ao paciente controlar seu histórico de consultas, solicitar novos agendamentos e buscar médicos. 

“Tudo integrado, com segurança de dados e respeitando as regras de sigilo e confidencialidade”, garante a médica e sócia da startup, Caroline Saad. 

O aplicativo integra o ciclo completo de uma consulta por telemedicina, incluindo o agendamento, pagamento, confirmação, consulta e envio de receitas e exames, tudo pelo smartphone. Conforme a empreendedora, o aplicativo estava sendo desenvolvido há aproximadamente um ano, mas a liberação do uso da telemedicina, em função da Covid-19, pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), acelerou o processo. 

Segundo ela, o aplicativo pode ser utilizado em todo Brasil. Para isso, é necessário que o profissional da área de saúde interessado adquira a licença de uso. “É uma ferramenta que permite ao paciente o acesso ao médico, que pode fazer avaliação, orientar a realização de exames e definir o tratamento. Apesar de não ter o exame físico completo, a tecnologia pode fornecer dados vitais que auxiliam na tomada das decisões ”, explica. 

A consultora do Sebrae/PR, Thaise Amaral, detalha a origem da solução. “Por ser médica, a empresária sabia quais eram os principais gargalos e dificuldades existentes e colocou em prática a solução do problema. É o que chamamos de demanda por necessidade. A agilidade para criar uma alternativa é reflexo da visão empreendedora”, analisa. Ainda conforme a consultora, o aplicativo cria oportunidades e continuará sendo explorado após a pandemia da Covid-19.

 

Contato para imprensa:

Patrícia Biazetto – (42) 98827-9194
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895 / (41) 99232-0502