Londrina

Setor da construção civil lança 2º Hackaton Construtech

Sebrae/PR e Sinduscon Norte/PR divulgam no dia 16 os desafios da maratona de programação

O setor da construção civil londrinense está de olho na inovação e de sua importância para a retomada do crescimento econômico. Atentos a esse cenário e inseridos no ecossistema de inovação da cidade, o Sebrae/PR, Sinduscon Norte/PR (Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Norte do Paraná) e Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina (Ceal) lançam no próximo dia 16, o 2º Hackaton Construtech.

O lançamento ocorre durante o ECO.TIC 2019, evento que tem como objetivo discutir os desafios e perspectivas para o Ecossistema de Tecnologia da Informação e Comunicação, que acontece no Parque de Exposições Ney Braga. O evento terá a correalização do Senai e promoção da Governança e Inovação da Construção Civil Norte do Paraná (Icon).

A segunda edição do Hackaton Construtech será realizada entre os dias 18 e 20 de outubro, na sede do Sinduscon Norte/PR. O consultor do Sebrae/PR, Rubens Negrão, destaca que a expectativa dessa edição é que ela reforce a importância de se trabalhar com a inovação na construção civil.

“Durante a maratona de programação pretendemos estimular engenheiros, arquitetos, programadores, administradores a criar soluções de base tecnológica para o setor, novidades que ajudem a potencializar o segmento”, explica o consultor.  

Ainda de acordo com Negrão, a construção civil começou a olhar de forma mais incisiva para a inovação justamente num momento difícil para o setor. Em 2017, justamente um momento que passava por uma extrema crise, entidades se movimentaram para buscar soluções tecnológicas já como uma forma de se preparar para o futuro.

“As entidades estão altamente receptivas a esse tipo de ação, inclusive patrocinando eventos, se tornando mentores das equipes e algumas empresas incubando startups”, exemplifica.

Segundo Gerson Guariente Junior, 1º vice-presidente Financeiro do Sinduscon Norte/PR, nos últimos quatro anos, o cenário imobiliário brasileiro viveu tempos em que o número de lançamentos ofertados foi menor do que a demanda, associado a redução do potencial de compra de pessoas interessadas em adquirir imóveis. Atualmente, com o aumento da geração de emprego, Gerson diz que este público passou a ter mais recursos financeiros e que passou a buscar imóveis.

“Precisamos suprir esta demanda, para isso precisamos implantar processos inovadores que nos ajudarão a resolver nossos problemas e atender as necessidades do mercado. O Hackathon virá para trazer isso, estas soluções que o setor necessita para se tornar mais maduro”, diz.

Primeira edição

No ano passado, participaram 60 inscritos que foram distribuídos em 13 equipes que resultaram em três finalistas. As startups formadas no evento e que continuam na ativa buscando soluções tecnológicas para o setor.

Helena Takahara, estudante de engenharia civil, participou da primeira edição e ajudou a criar a Chronos Planejamento, plataforma que promove a melhoria da gestão no canteiro de obras, resultando em redução de tempo, da probabilidade de erros e de custos. Desde que a startup saiu do Hackathon, os integrantes passaram por mentorias, foram inseridos na Icon, participaram de feiras e eventos.

“A ideia surgiu porque fomos desafiados a pensar em soluções. Construímos networking importante, que tem nos ajudado. Atualmente estamos na fase de desenvolvimento do protótipo que será testado em construtoras nas próximas semanas. Estamos animados para as próximas etapas”, afirma a empreendedora.

 
Contato para imprensa:
Camila Cabau - (44) 99944-6418 / (43) 98808-2598
Adriano Oltramari – (41) 33305895 / (41) 992320502