Alto Potencial

Projeto do Sebrae/PR potencializa crescimento de empresas na Regional Sul

Primeira edição deve registrar crescimento médio acima de 90% em três anos de projeto; empresas de Pato Branco, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Palmas, Bituruna e Paula Freitas participaram

O Projeto de Desenvolvimento das Empresas de Alto Potencial da Regional Sul do Sebrae/PR teve o encerramento oficial nesta quinta-feira (21), em Pato Branco. Nove empresas de seis municípios - Pato Branco, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Palmas, Bituruna e Paula Freitas - concluíram a primeira edição, projeto piloto do Sebrae/PR e Sebrae Nacional. No Estado, 85 empresas com grande potencial de crescimento e gestão arrojada fizeram parte da iniciativa, que começou em 2017. 

Emerson Cechin, consultor do Sebrae/PR, destaca que a performance média das empresas foi semelhante ao desempenho das demais participantes do Paraná. 

“O desempenho da região foi próximo aos dados estaduais, com previsão de mais de 90% até o final do ciclo, em média. Todas as empresas estão com maturidade de gestão avançada”, avalia. No âmbito estadual, as empresas selecionadas tiveram crescimento de 93% no faturamento e aumento médio de lucratividade de 31%, índices semelhantes aos dos participantes sudoestinos. 

O consultor do Sebrae/PR também considera que os objetivos do Projeto de Alto Potencial foram alcançados. 

“Além da melhoria da gestão, as empresas aumentaram a performance, com resultados consolidados, conforme as metas propostas”, completa Emerson. 

A Axtor, de Francisco Beltrão, que produz equipamentos de diagnóstico para componentes de injeção eletrônica de motores a diesel, foi uma das empresas participantes. A construção de um show room em Indaiatuba (SP), que deve ficar pronto até o final deste ano, é uma das consequências das capacitações recebidas no projeto do Sebrae/PR. 

“O projeto focou nos gestores, mostrou que muitas resistências ocorrem por desconhecimento ou por medo do novo. Tivemos consultorias com profissionais muito experientes que nos motivaram e prepararam para crescer. Também estamos pensando na internacionalização, com pesquisas sobre o mercado norte-americano”, revela o engenheiro Eduardo Urio Cichocki, sócio da Axtor. 

Pedro Reis, diretor da cervejaria Insana, de Palmas, conta que o Alto Potencial significou uma mudança de visão. “As consultorias e a troca de experiências nos fizeram olhar de forma diferente para nosso próprio negócio e também analisar o novo contexto do ambiente de negócios e da economia. Foi importante entender melhor a cadeia, pois não vendemos diretamente aos consumidores”, observa Pedro. A Insana deve crescer 35% neste ano. 

Já a Softfocus, empresa de tecnologia de Pato Branco, projeta crescimento de 80% em 2019. O diretor Alessandro Graczyk Moraes relata que o projeto teve resultados impactantes para o empreendimento. 

“Nos fez rever nosso papel no ecossistema e buscar inovações e mais agressividade nos resultados. Tornou-se um processo mais natural e tivemos acesso a consultorias que nos fizeram identificar pontos críticos de mudança. Pertencer ao Projeto de Alto Potencial também é uma chancela de que somos uma empresa diferenciada”, salienta Alessandro. 

Nova edição

A Regional Sul do Sebrae/PR está preparando a segunda edição do Projeto de Alto Potencial para 2020. O Emerson Cechin adianta que o Sebrae/PR está selecionando negócios com potencial de crescimento e elevada capacidade de se diferenciar e gerar valor por meio da inovação, escalabilidade e gestão. Os interessados em participar podem procurar o consultor para mais informações. A seleção será feita por uma banca julgadora. O telefone do Sebrae/PR em Pato Branco é (46) 3220-1250.

 
Contato para imprensa:
Antônio Menegatti - (46) 99912-9002
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895 / (41) 99232-0502