SDG Tech Awards

Plataformas de combate à incêndios e de estímulo à diversidade nas empresas são as vencedoras

Premiação com foco em iniciativas sustentáveis levará as vencedoras Sintecsys e Blend-Edu para uma missão de negócios e inovação, na Dinamarca

As startups Sintecsys e Blend-Edu foram as vencedoras do 1º SDG Tech Awards Brasil, premiação da organização dinamarquesa Sustainary para iniciativas sustentáveis com foco nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), da ONU, em empresas. O evento aconteceu dentro do Conecta 2019, no Sebrae/PR, em Curitiba.

A Sintecsys foi a vencedora da categoria soluções digitais, aberta a qualquer uma das ODS e o Blend Edu, na categoria de igualdade de gênero, que trabalhou, prioritariamente, com o objetivo número 5. Com apoio do Sebrae/PR, vencedores terão a oportunidade de participar de uma missão de negócios e inovação em Copenhague, na Dinamarca. Já a startup revelação, eleita através de pesquisa por meio do aplicativo Meu Sebrae foi a Netword Agro, que faz o monitoramento do solo com o objetivo de tornar mais eficiente e reduzir a utilização de defensivos agrícolas nas lavouras.

“Estamos felizes em apoiar essa premiação da Sustainary, que promove a sustentabilidade e a igualdade de gênero como foco na inovação e negócios. O SDG Tech Awards, dentro do Conecta, evidenciou também a referência que o evento tem para o ecossistema de inovação”, afirma o diretor de administração e finanças do Sebrae/PR, José Gava Neto. 

Ao todo, 106 projetos do Brasil foram inscritos para o Prêmio, que já foi realizado em Copenhague, na Dinamarca, em Xangai, na China, e que deve receber outras edições no Brasil.

Representante da Blend-Edu, vencedora na categoria igualdade de gênero

Segundo o CEO da Sustainary, Human Shojaee, o Brasil mostrou que possui um grande potencial resultado dos projetos sustentáveis capazes de transformar a sociedade. “Procuramos essas soluções globais capazes de atender a problemas locais e aqui no Brasil descobrimos iniciativas inovadoras e disruptivas. Essa é uma oportunidade para que essas empresas possam atingir empresas interessadas nessas soluções, se aproximar de investidores e de mercados internacionais e trazer uma transformação para a vida das pessoas”, afirma.

Os vencedores

A empresa paulista Sintecsys, vencedora da categoria de soluções digitais, oferece uma solução de videomonitoramento de incêndios com rápida resposta e localização exata do foco de incêndio e emissão de alertas. A empresa tem atuação nacional especialmente com empresas dos setores de papel e celulose e produção de cana de açúcar e já começa a atuar no mercado internacional. A representante comercial da empresa, Natália Calcagno, ressaltou que a importância do prêmio para a startup.

Representante da Sintecsys, vencedora da categoria de soluções digitais, na premiação

 “Esse é um projeto que tem muito a ver com a nossa ideia. 32% da emissão de gás carbônico em todo o mundo é provocado por queimadas então queremos ajudar a resolver esse problema. Queremos aproveitar muito essa missão na Dinamarca para agregar ainda mais conhecimento para nossa equipe, já que a Dinamarca é uma referência nesse assunto, e também estabelecer possíveis parcerias”, afirma.

Já a Blend-Edu, vencedora na categoria igualdade de gênero, desenvolve experiências educacionais para falar sobre a importância da diversidade nas empresas, com a realização de cursos palestras, workshops, experiências sensoriais e uma comunidade digital com a presença de empresas de diferentes portes e setores para compartilhar conhecimento sobre diversidade.

Com sede no Rio de Janeiro e trabalhos desenvolvidos com grandes empresas do país, a empresa quer aproveitar a experiência na Dinamarca para entender o mercado europeu e aplicar as transformações aprendidas no Brasil, segundo a fundadora, Thalita Gelenske. “Os países europeus têm uma forte atuação e estão mais avançados que nós em relação a projetos e ações relacionados a diversidade, igualdade de gênero e sustentabilidade. Com essa oportunidade queremos aprender e entender essa cultura e aplicar esses ensinamentos por aqui. Será uma experiência muito transformadora para a gente”, explica ela.

Durante a missão técnica à Dinamarca, os vencedores receberão mentoria na sede da empresa e poderão conhecer o ecossistema de inovação do país europeu. Eles ainda representarão o Brasil em um evento mundial sobre cidades inteligentes e na Dinamarca. Além da viagem para a Dinamarca, os 5 melhores projetos ligados a Soluções Digitais irão participar do 40hrs Innovation Bootcamp na sede da empresa Cargill, no Brasil, um programa de mentoria realizado pela equipe de Inovação e Gerentes de Negócios da companhia. 

Já a startup revelação terá direito a 40 horas de mentoria na sede da Sustainary no Brasil e participação no programa de aceleração do Sebrae.

Foram finalistas do SDG Tech Awards Brasil, as startups Agryo, Netword Agro, Órbi, Ecofood, Origem Motos Elétricas, Safe Place, Pix Force, PluriCell, Tbit e Tech Ladies.

Tags: ConectaPR, Sebrae/PR