Cascavel

Acesso ao mercado e compras públicas para as MPEs foram temas de evento

Fomenta Regional Oeste oportunizou conexões entre pequenos negócios e agentes públicos

Mais de 200 empresários participaram nesta quinta-feira (3), do Fomenta Regional Oeste, um encontro de oportunidades para pequenos negócios nas compras governamentais, promovido pelo Sebrae/PR em parceria com Fecomércio PR, Faciap, Governo do Paraná, Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Paraná (Fopeme), Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) e instituições locais, como  Unioeste, UFPT, UFFS, Banco do Brasil, Sociedades Garantidoras de Crédito,  prefeituras e o 15º Batalhão Logístico do Exército.

“Para os representantes do poder público, houve aproximação com secretários e governos, além do networking com empresas âncoras que também ocupam grande espaço no mercado de compras públicas. Para os empresários, capacitações, apresentação de cases de empresas e difusão de conhecimentos sobre acesso ao mercado além da rodada de negócios que gerou muitas oportunidades para empresários e instituições, por exemplo”, enumera o consultor do Sebrae/PR, Adir Mattioni.

Segundo dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE), entre 2016 e 2017, na região Oeste, as compras públicas movimentaram R$3,5 bilhões. Desse montante, pelo menos 52% das licitações foram homologadas com MPEs. Especificamente, em Cascavel, de acordo com dados da Prefeitura, das empresas que venceram processos licitatórios entre 2017 e 2018, 62% são micro ou pequenas, 3% são microempreendedores individuais e os outros 35% são de outros portes. Desse montante, 55% foram vendidos por empresas de Cascavel e do oeste do Paraná. 

Networking

A programação contemplou palestras com Rafael Sérgio de Oliveira, procurador federal da Advocacia Geral da União (AGU), que falou sobre “a política brasileira de fomento às entidades de menor porte - aplicação dos benefícios para as MPEs”; com Guilherme Dominguez, da BrazilLab - sobre a plataforma GovTech; com técnicos do TCE sobre pareceres e acórdãos dos tribunais, bem como informações de estruturação de políticas públicas de compras locais e territoriais, e ainda pregões eletrônicos.  Nas oficinas, os assuntos foram as regras do TCE quanto às compras públicas, simplificação e desburocratização. Além disso, também houve uma rodada de negócios.

Altair Rodrigues Pereira é proprietário de uma oficina de chapeação em Cascavel. Durante a Rodada, ele apresentou o serviço express oferecido na empresa.  “Essa é uma modalidade de chapeação que permite a entrega do serviço em menos de um dia, não deixando o veículo parado na oficina por muito tempo. Foi interessante poder ver o interesse das instituições compradoras e, também, conhecer quais são os serviços oferecidos por outras empresas do mesmo setor. Foi uma rodada que oportunizou troca de contatos, exposição dos produtos e serviços, além de noção de mercado”, pontua o empresário.

Além da empresa de Altair, outros 69 micro e pequenos negócios foram apresentados para 12 empresas âncoras, promovendo 288 reuniões, que oportunizaram a troca de contatos entre os participantes.

Além da rodada, também ocorreram apresentações de cases e startups. Cristiane Regina Klasener, proprietária de uma indústria de enxoval em Céu Azul, foi uma que contou sua trajetória. Em 2017, decidiram participar de processos licitatórios e, desde então, a empresa cresceu de forma significativa.

“A licitação é democrática. Se a empresa for preparada, com preço competitivo e produto ou serviço de qualidade, ela conquista espaço. Após ganharmos alguns processos, nossa empresa mudou muito. Contratamos mais funcionários, fizemos uma parceria com o município e ganhamos um espaço maior para ampliar as nossas instalações e aumentamos o faturamento em mais de 60%”, explica a empresária.

Marco Antonio Zanata participou dos pitches de startups e apresentou as soluções da Aprova Digital, que oferta serviços relacionados à desburocratização, principalmente, na emissão de alvarás.

“O maior ganho que temos aqui é o networking. Poder falar com secretários, apresentar nossas propostas e estreitar laços com quem já conhece a nossa startup é importante para que a ideia seja disseminada”, pontua Marco.

Paralelamente ao Fomenta, ocorreu o Fórum de Secretários Municipais de Planejamento, promovido pela Secretaria de Planejamento do Governo do Paraná, que contou com a presença do secretário de estado de Planejamento, Valdemar Bernardo Jorge, do superintendente da Casa Civil, Gugu Bueno, do prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, e do 1º vice-presidente da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), Elio Marciniak (o prefeito Kabelo, de Santa Tereza do Oeste), entre outros prefeitos e lideranças políticas.

 

Contato para imprensa:
Camila Agner - (45) 99964-4457 | (45) 98801-2920
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895