Desenvolvimento

Sebrae/PR trabalha para fortalecer o turismo de negócios na região oeste

Workshop em Toledo reuniu empresários e contou com palestra, talk-show e rodada de negócios

Micro e pequenas empresas do setor de turismo do oeste Paraná participaram de workshop promovido pelo Sebrae/PR, no Abbey Road Pub, em Toledo, nesta terça-feira (08). O evento apresentou aos empresários as principais tendências do setor e, também, promoveu discussões sobre como o turismo pode ser fortalecido na região. 

No encontro, a coordenadora estadual de Turismo do Sebrae/PR, Patrícia Albanez, detalhou dados do setor para a economia mundial, visto que 1 a cada 10 empregos formais gerados em 2017 tinham ligação direta com o turismo, setor que representa 10% do PIB mundial.  Ela destacou que no Brasil as principais motivações do turismo são lazer (58,8%), visita a parentes e amigos (25,6%), além de negócios, eventos e convenções (15,6%). “No Brasil, em 2017, segundo dados da OMT e Ministério do Turismo, o Paraná foi o quinto estado que mais recebeu turistas, sendo que Curitiba fica em evidência como um dos destinos mais procurados para a realização de negócios, eventos e convenções”, comentou. 

Para Patrícia, é importante que os novos comportamentos e perfis sejam observados. No setor de negócios e eventos, por exemplo, ela citou o turista bleisure – palavra criada para se referir às viagens de negócios (business) e lazer (leisure). “Esse turista que vem para o Paraná com a finalidade de participar de um evento é diferente. Ele não quer apenas trabalhar, dormir e voltar pra casa. Ele quer uma experiência que possa levá-lo a conhecer o contexto do lugar em que ele está”, indicou. 

Nas atividades turísticas existem seis tendências que devem ser consideradas: influência do perfil geracional; empoderamento feminino; turismo lento e de bem-estar; novas fronteiras tecnológicas; turismo gerado em plataformas digitais e gosto pelas experiências e personalização. “Precisamos criar produtos para esse consumo. No caso do empoderamento feminino, por exemplo, temos um crescimento considerável de blogs de viagens escritos por e para mulheres. Como a internet é uma das plataformas mais utilizadas para pesquisas de viagem, esses canais de comunicação podem prestigiar destinos seguros para mulheres explorarem sozinhas, além de valorizar a liberdade e flexibilidade das mulheres para que elas possam planejar os seus próprios roteiros de viagem”, completou. 

A empresária Martalena Gonçalves, proprietária do Restaurante Peixe Frito Pantanal, em Toledo, e o empresário Paulo Angeli, proprietário da De Angeli Eventos, de Foz do Iguaçu, comandaram um talk- show. Ambos compartilharam as principais experiências nas suas carreiras.  “Estamos trabalhando em diversas melhorias no restaurante para recebermos melhor os turistas que vêm até Toledo. Um exemplo: percebemos que muitos dos viajantes que vão até o nosso restaurante são homens. Por isso, decidimos ampliar o banheiro masculino para melhorar a experiência deles no estabelecimento. É uma ação simples, mas que fará a diferença para que este turista perceba que nós pensamos nas necessidades e no bem-estar dele”, contou Marta. 

Paulo, por sua vez, abordou a necessidade da integração entre os mais diversos setores para a promoção de uma experiência completa ao turista. “Nós criamos o Festival das Cataratas e percebemos que só o evento não seria suficiente. Por isso, a cada edição estamos investindo em inovações tecnológicas e na integração, já que com o passaporte do evento, o participante terá acesso livre aos principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu”, observou. 

Hoje, o Festival das Cataratas é referência em turismo no Brasil, Paraguai e Argentina. Além da exposição e da feira de negócios turísticos, o Festival também conta com outros eventos paralelos como Rodada de Negócios, Salão E-Marketing Cataratas, Expo Hotel Cataratas, Salão de Turismo Cultural e Espiritualidade, Hackatour Cataratas, entre outras atrações. 

Desafios e possibilidades 

Giovanni Rota, vice-presidente e responsável pela pasta de turismo da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acicamar), acredita que há potenciais no turismo local e regional, principalmente, pelo perfil do turista que procura a região.  “O desafio maior é capacitar os nossos empresários para que eles ofereçam exatamente o que o turista vem buscar, aumentando a nossa renda e fortalecendo a economia local”, ponderou. 

Camila Terron, secretária de Turismo, Esporte e Cultura do município de Guaíra, relata que na cidade, a realidade turística é diferenciada. Após a perda das Sete Quedas, que movimentava não só o turismo, mas toda a economia de Guaíra, a cidade precisou se reinventar e, segundo ela, ter acesso às principais tendências do setor faz a diferença para o planejamento de novos atrativos. 

“Guaíra já passou por várias fases desde a guerra do Paraguai até a perda das Sete Quedas, que foi motivo de um luto muito grande para a população. Mas, é preciso se reinventar. Podemos aproveitar outros potenciais turísticos do município como o turismo religioso, o ecológico por meio do Parque Nacional de Ilha Grande e até o turismo cultural, pois Guaíra tem sete etnias muito fortes. Tudo pode ser diferencial e precisamos capacitar os empresários para que eles aproveitem os pontos fortes do município e ajudem a recolocar Guaíra como destaque no cenário turístico paranaense”, esclarece. 

Além dos cursos, capacitações e programas voltados ao turismo, o evento também explorou o Selo de Qualidade no Turismo, promovido pelo Sebrae/PR. “Este selo é uma oportunidade do empresário melhorar os procedimentos de gestão da empresa para atingir mais resultados e aproveitar as oportunidades”, avalia a consultora Débora Dias. 

Em Toledo, o workshop de turismo contou com a presença de mais de 75 participantes, entre eles representantes de agências de viagens, restaurantes, hotéis, empresas de transportes e operadoras de turismo da região oeste do Paraná.

 

 Contato para imprensa:
Camila Agner - (45) 99964-4457 | (45) 98801-2920
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895 

Tags: Sebrae/PR, Selo de Qualidade no Turismo do Paraná, Turismo Inteligente, Turismo MICE