Novos negócios

Maratona levanta soluções inovadoras para o turismo em Londrina

Primeira edição do Hackatur foi realizada neste final de semana

A primeira edição do Hackatur terminou neste domingo (24), com 14 propostas inovadoras para melhorar a experiência dos turistas de negócios e eventos em Londrina e região. Profissionais e estudantes de diferentes áreas tiveram o apoio de mentores e especialistas para desenvolver soluções práticas e aplicáveis aos principais problemas do setor. As propostas da WeCanGo!, FastCheck e Londriguide foram as vencedoras da competição e receberam uma premiação em dinheiro nos valores de R$ 3 mil, R$ 1,5 mil e R$ 500, respectivamente. O evento, que começou na sexta-feira (22), foi realizado no Hotel Crillon. 

Vencedora da maratona, a proposta da WeCanGo! é desenvolver uma plataforma para engajar a comunidade local e gerar avaliações sobre a acessibilidade nos estabelecimentos da cidade a partir do uso de vouchers. O estudante de Análise de Desenvolvimento de Sistemas, João Victor Speri da Silva, disse que o grupo, formado por universitários do Instituto Federal do Paraná (IFPR), chegou ao evento com a ideia na cabeça. “Fomos lapidando o nosso projeto com a ajuda dos mentores”, contou. Para ele, o reconhecimento se deu pela proposta de levar a acessibilidade ao turismo. “Tivemos uma ideia um pouco destoante das outras”, comemorou. 

O segundo lugar foi da proposta da FastCheck, de automatizar os processos de check-in e check-out e o gerenciamento de comandas do serviço de quarto e frigobar da rede hoteleira. O proprietário de uma agência de viagens e um dos idealizadores do projeto, Alexandre Yamaue, disse que trabalha com turismo há muito tempo e percebeu que tornar mais ágil esses procedimentos é uma necessidade antiga dos hoteleiros. “Quando chegamos com dois a três ônibus, a recepção fica um caos, o hall fica cheio, o barulho incomoda os hóspedes e o hoteleiro não fica a vontade. Além disso, ninguém gosta de esperar”, justificou. Na maratona, o grupo validou a ideia e criou uma multiplataforma de serviços baseada na “experiência de atendimento Disney”. “É a conveniência por autosserviço e automação de serviços”, explicou. 

A consultora do Sebrae/PR, Leda Terabe, afirmou que a maratona faz parte de uma das ações do ecossistema. Segundo ela, agora, as ideias premiadas no Hackatur serão encaminhadas para mentorias, pré-incubação e incubação. Leda destacou ainda que a proposta da governança é trabalhar a inovação e tecnologia nos destinos turísticos inteligentes para oferecer experiências diferenciadas aos visitantes de Londrina. 

Para o diretor-executivo da Abrasel Regional Norte do Paraná, Vinicius Liberatti Donadio, a primeira edição da maratona superou as expectativas. “O turismo vive um momento singular na cidade. A governança existe há dez anos, mas, pela primeira vez, o poder público direcionou o seu olhar para o setor. Vamos inaugurar, em breve, um Hub de Inovação do Turismo, o primeiro do Brasil”, informou. Para ele, o Hub, que será instalado no Boulevard Londrina Shopping, vai oferecer o apoio necessário a essas startups recém-criadas. “As ideias são viáveis e vão acrescentar muito ao turismo de Londrina e região”, pontuou. 

O Hackatur Londrina 2019 foi realizado pela Governança de Turismo de Londrina, Sebrae/PR, Londrina Convention, Abrasel, Adetur, Codel, Senac e Núcleo de Organizadores de Eventos (NOA). A maratona contou com o apoio de universidades, empresas e startups locais.

 

Contato para imprensa:
Amanda de Santa - (43) 99917-7751 / (43) 98808-2598
Adriano Oltramari – (41) 3330-5895