Financeiro

Agentes de crédito fazem networking para potencializar ações em favor dos pequenos negócios

Em Paranavaí, profissionais que atuam no segmento conheceram trabalho realizado em Loanda

O acesso ao crédito é uma das necessidades que foram aprofundada nos negócios em razão do impacto da pandemia do novo coronavírus. Em Paranavaí, conforme a base informacional do “Programa Municipal de Retomada da Economia Pós Covid-19”, 41% das empresas precisaram recorrer a empréstimos para atenuar os efeitos da crise. 

Diante de um cenário de incertezas, o trabalho dos agentes de crédito nos municípios tem ajudado na recuperação das empresas. Esses profissionais são os responsáveis por realizar atendimentos iniciais e por viabilizar concessões de financiamento de microcrédito, além de prestar orientações aos empresários e identificar potencialidades nas regiões de atuação. 

Visando ao fortalecimento desse trabalho e a recuperação de empresas, o Sebrae/PR reuniu nesta quarta-feira (09), em encontro remoto, agentes de crédito da região para a oficina “Concessão de crédito em tempos de crise”. O encontro teve como instrutor o agente de crédito de Loanda Bruno Guerrer, que no período da pandemia mediou a concessão de mais R$ 2,2 milhões em crédito para micro e pequenos negócios, via Fomento Paraná. 

Para a consultora do Sebrae/PR, Narliane Martins, a troca de experiências entre os agentes é estratégica para tornar favorável o ambiente de negócios.  “Um dos fatores que confere resiliência aos empreendimentos é o crédito, recurso que bem aplicado pode evitar o fechamento dos negócios e proteger empregos. Os agentes de crédito são comprometidos com a sociedade e sustentabilidade das empresas, por isso mais do que nunca o diálogo e o compartilhamento de boas práticas são importantes”, frisa a consultora. 

Desafio 

Trabalhando como agente de crédito desde 2018, Guerrer compartilhou com os participantes do encontro estratégias que favorecem o relacionamento com empresários. “O agente entende as necessidades e sonhos dos empresários, então procura agir como parceiro das empresas. Isso se torna mais efetivo graças ao conhecimento sobre a economia do município, divulgação, aproximação com as associações comerciais e salas do empreendedor”, exemplificou. 

Desde março, o Guerrer atendeu mais de 400 empresas de Loanda, que tem 23 mil habitantes, e cidades vizinhas. “Recebemos linhas especiais da Fomento Paraná, foi um desafio grande, mas conseguimos contribuir com a economia do município com a liberação de mais de R$ 2 milhões, uma das maiores do Paraná”, contou o agente. 

O trabalho envolveu atendimentos ativos, que chegaram a 25 por dia no pico da pandemia. “Ligamos para os empresários logo que começou a pandemia e montamos uma agenda para apresentar soluções que em alguns casos nem sabiam que estavam ao alcance. Chegamos a ter que parar com a divulgação porque não estávamos conseguindo atender a demanda”, relatou. 

 

Contato para imprensa:

Fernanda Bertola – (44) 99882-1525 / (44) 98820-7083